17 agosto

31841811_903994526429015_6325107996477095936_n

Dentro da programação da Semana de Museus, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal recebe, no dia 17 de maio, das 14h às 21h30, a Jornada Hiperconexões Museais, realizada pelo Labfront (UEMG) e MUSAETEC (ECI-UFMG), com apoio do MM Gerdau. A organização ficou a cargo dos professores Prof. Dr. Pablo Gobira (Escola Guignard, PPGArtes/UEMG, LabFront/CNPq) e Profa. Dra. Cátia Rodrigues Barbosa (Escola de Ciências da Informação/UFMG, Musaetec/CNPq).

Confira a programação e participe! Entrada gratuita. Sujeito à lotação do espaço.

Programação
Mesa da tarde – 14h às 17h

Museus virtuais/digitais
Os participantes desta mesa discutirão os museus virtuais e/ou digitais e suas particularidades. As apresentações trarão reflexões sobre a virtualização dos museus e a transformação do espaço museológico além do tangível.

Participantes
Larissa Fernandes Dutra (ECI/UFMG)
Andréa Vanessa da Costa Val (Memória do Judiciário Mineiro/TJMG)
Flávia Lemos Mota de Azevedo (Divinópolis/UEMG)

Mesa da noite – 17h15 às 19h30

Museus hiperconectados
Esta mesa discute as configurações atuais dos museus frente as tecnologias digitais. Os participantes discutirão questões relativas às tecnologias em uso nos museus, mas também apontarão novas ferramentas ainda não utilizadas plenamente e que possibilitam uma expansão dos museus bem como as possibilidades de se conectarem a outras instituições e ao público.

Participantes
Pablo Gobira (Escola Guignard e PPGArtes/UEMG)
Cátia Rodrigues Barbosa (ECI/UFMG)
Antônio Mozelli (PPGArtes/UEMG)

Lançamento de livros – 19h30

Mais informações: http://www.mmgerdau.org.br/programe-se/jornada-hiperconexoes-museais/

 

17 agosto

No 13/08/2018, às 18h, durante o 4º Curso de Estudos Avançados em Museologia, no Museu da República no Rio de Janeiro/RJ, será relançado o livro “Refletindo sobre a cultura: política cultural, memória e universidades”, organizado por Pablo Gobira, Marco Paulo Rolla, Yuri Simon e Flávia Lemos. A publicação é oriunda do Programa Institucional de Extensão Direitos à Produção e ao Acesso à Arte e à Cultura da UEMG e tem a participação de importantes professores, pesquisadores e artistas do Brasil.

 

 

39054445_455570841611334_4425267863502192640_n(1)

O trabalho tem como objetivo levantar questões teóricas a respeito da política cultural no contexto de uma Instituição de Ensino Superior, associando-as à questão da memória. Este trabalho apresenta um recorte que considera os espaços da memória cultural da universidade e procura relacionar esses espaços com a formação de uma política cultural de uma Instituição de Ensino Superior. Esses espaços são aqueles que possibilitam o registro memorialístico, e podem gerar pesquisa, ensino e extensão, bem como permitem que a universidade – o seu corpo docente, discente e os servidores técnico-administrativos – e a comunidade do seu entorno constituam a sua identidade cultural.

17 agosto

MULTILAB convida para OFICINA DE EDIÇÃO dentro da perspectiva da vídeo arte:

A oficina de audiovisual irá trabalhar a produção contemporânea em videoarte através do uso de softwares livre de edição de vídeo, mapeamento e edição/apresentação ao vivo de audiovisual. Ministrada por Luiz Carlos de Oliveira, a oficina acontecerá entre os dias 20 e 24 de agosto de 2018. A Oficina contará com o Laboratório de informática do PPGartes da UEMG e realização do Laboratório de Poéticas Fronteiriças. **Importante o participante deve levar smartphone ou câmera filmadora para melhor aproveitamento da oficina.**

Serão 20 vagas sob ordem de inscrição feitas pelo site sympla.com.br/projeto-multilab__329317 e mais informações podem ser encontradas no site do Multilab projmultilab.weebly.com

Multilab é um projeto de extensão da escola Guignard que parte de discussões do grupo de pesquisa em poéticas fronteiriças Lab Front. Ele tem como objetivo principal contemplar o audiovisual enquanto linguagem plástica e explorar suas possibilidades no campo das artes visuais.39257836_990531614441972_3490200332942704640_n

22 novembro

Portal EmRedes – UEMG Unidade Divinópolis

A oficina “Patrimônio cultural afro-brasileiro: trajetórias, desafios e perspectivas”, que é parte integrante do Projeto “PORTAL EMREDES – Ações de divulgação, mobilização e debate: entre o Indizível e o Invisível”, busca, através de pesquisa e seleção de materiais, bem como elaboração e promoção de oficinas, evidenciar as questões fugidias que são costumeiramente apagadas das narrativas coletivas da memória e que se relacionam com o patrimônio cultural afro-brasileiro. Dessa forma, visa fortalecer e valorizar tradições, memória, história, contribuições socioculturais e os direitos humanos das populações afro-brasileiras e afrodescendentes, levando as discussões sobre a temática para diversos espaços sociais, em especial as escolas. Os recursos disponibilizados são resultado da premiação do PAEx/UEMG.

Diante da diversidade de contribuições das culturas africanas para as sociedades do Brasil e do mundo, observa-se a importância de valorizar alguns aspectos relativos à temática, como os valores da consciência negra, com objetivo central de revisar e superar as estruturas sociopolíticas que promovem privilégios de poucos e que mantêm heranças escravocratas e de opressão social da população negra. Entende-se que as contribuições das populações negras nas áreas de ciências, língua, religiosidade, tradições, expressões artísticas e manifestações folclóricas, entre outras, são temáticas pertinentes e devem ser parte integrante dos currículos e nas várias dimensões da vida social.

Inscrições

Os espaços escolares interessados no desenvolvimento da oficina junto a seus educandos devem entrar em contato com a equipe do Portal EmRedes, pelo e-mail portalemredes@gmail.com, informando quantidade de alunos, ano escolar, turno e professor responsável. São solicitadas 3 opções de datas para o agendamento.

conheça o Portal EmRede:
http://www.emredes.org.br/

DIVINÓPOLIS

22 novembro

Caros leitores(as)!

 

Devido a problemas técnicos nossas postagens não podem conter imagens, formatação no texto, símbolos e nem URLs encurtadas.

 

Pedimos desculpas pelos transtornos!

 

Atenciosamente;

 

22 novembro

Nos dias 31 de outubro e 6 de novembro, às 19h, o BDMG Cultural realizará o seminário Arte, Liberdade e Democracia. O objetivo é propor um bate-papo com importantes estudiosos de Minas Gerais e de outros estados sobre um dos temas mais importantes da atualidade. Serão duas noites dedicadas ao debate sobre arte e liberdade. O acesso é gratuito e não é necessário realizar inscrição. Confira a programação:

Painel 1 – “Arte e Política: Impasses e Horizontes” – 31 de outubro
Maria Angélica Melendi (UFMG)
João Antônio de Paula (UFMG)
Cristina Castilho Costa (USP)

Painel 2 – “O espaço da arte na sociedade brasileira hoje” – 6 de novembro
ngela Salgueiro Marques (UFMG)
Moacir dos Anjos (Fundação Joaquim Nabuco)
Ivana Bentes (UFRJ)

evento no facebook: https://www.facebook.com/events/139875096761438/

22 novembro

De 11/10 a 30/12
Ex Africa semper aliquid novi [da África sempre há novidades a reportar]“- Caio Plínio Segundo (23 d.c.-79 d.c.). Maior e mais importante exposição de arte africana contemporânea realizada no Brasil, num momento em que a herança africana volta a estar em evidência, “Ex Africa” apresenta dezoito artistas da geração jovem e intermediária, vindos de oito países africanos que despertam grande atenção internacional, pouco conhecidos no Brasil. A eles se juntam dois artistas afro-brasileiros, Arjan Martins e Dalton Paula, que montaram uma exposição no Brazilian Quarter de Lagos (Nigéria), bairro construído por negros escravizados retornados à África. Entrada gratuita.

Mais informações em: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/ex-africa/

Texto: Divulgação.

22 novembro

No terceiro sábado do mês, 18 de novembro, a Faísca chega à última edição do ano! Nosso encontro é em novo local: o Campus Liberdade da Una.

O evento terá programação ampliada, que sai por aqui em breve.

Convide os amigos e

Foto de capa: Daniel Iglesias/Área de Serviço

Assista ao teaser da temporada 2017 da Faísca:

Confira também a cobertura fotográfica dos eventos anteriores, de maio , junho , 15 de julho, 30 de julho, 19 de agosto, 16 de setembro e as duas de 21 de outubro.

O que é a Faísca?

Faísca é a primeira feira mensal de produção gráfica de Minas Gerais. Os eventos são no terceiro sábado de cada mês, das 11h às 17h, com acesso gratuito. São 45 expositores independentes por edição, que podem ser artistas individuais, grupos, selos, editoras e outros projetos.

A feira estreou em junho de 2015 e está em sua terceira temporada. Mais de 350 expositores diferentes já integraram a programação. Além dos encontros realizados tradicionalmente no BDMG Cultural, a Faísca já estabeleceu parcerias para integrar as atividades de diversos eventos na capital mineira, como o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ) 2015, quando foi realizada debaixo do Viaduto Santa Tereza, a edição do ano passado do festival Traço – música e desenhos ao vivo, na Praça da Savassi, o Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte (FIF BH) 2017, na Praça da Liberdade, e o Circuito Fotografia e Patrimônio Cultural, em agosto deste ano no mesmo local.

Lei Municipal de Incentivo à Cultura

A terceira temporada da Faísca é realizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte. Fundação Municipal de Cultura. Projeto IF 024/2015. Os patrocinadores são o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e o Centro Universitário Una. A iniciativa é uma realização da produtora cultural Pulo Comunicação e Arte.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1760571000903996/

30 julho

20116975_799831333524772_7492358363293760760_o
A Fundação Nacional de #Artes (#Funarte), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), vai selecionar projetos artísticos de circo, dança e teatro para apresentação em seus espaços cênicos de Belo Horizonte (#MG), Rio de Janeiro (#RJ) e São Paulo (#SP).
As inscrições vão até 24 de agosto de 2017. O valor total destinado ao conjunto de projetos contemplados será de R$ 862,5 mil. Consideradas as despesas administrativas, porém, o investimento da Funarte chegará a R$ 904,5 mil.

Na capital paulista, as atrações serão encenadas nas salas Carlos Miranda (teatro) e Renée Gumiel (dança) – ambas no Complexo Cultural Funarte SP – e no Teatro de Arena Eugênio Kusnet (teatro). No Rio de Janeiro, as atividades ocorrerão nos teatros Dulcina (circo, dança e teatro), Glauce Rocha (teatro) e Cacilda Becker (dança). Em Belo Horizonte (MG), terão lugar no Galpão 3 (#circo, #dança e #teatro).
Maiores informações: https://goo.gl/QuCiuZ
#Cultura #CulturaGov

30 julho

19748399_532112317180149_2432722945923764230_n

 

 

[FOTOGRAFIA]
Organizado pela Revista LensCulture, o 3º Prêmio de Fotografia de Rua LensCulture convida fotógrafos de todo o mundo a compartilhar suas visões sobre o contexto urbano de cidades ao redor do globo. A competição aceita distintos gêneros de fotografia de rua: arte urbana, arquitetura, viagens, entre outros.
Para participar, o candidato deve ter mais de 18 anos e pode ser um fotógrafo profissional ou amador. Na categoria “Série de Fotografias”, o vencedor ganha 5 mil dólares, e na de “Imagem Individual”, o primeiro lugar recebe 3 mil dólares.

As inscrições devem ser feitas até o dia 01 de agosto de 2017.

Página 1 de 712345...Última »